segunda-feira, 4 de julho de 2016

Download: Revista Hypercomix

mega:///#F!sU5nxQaT!HmJav779HLrM0vd-KAnyyA


Quantas postagens ultimamente nesse blog, não?  =)
Facebook pode ser bom, legal pra conversar e tal, mas consome um tempo que poderia ser usado pra outras coisas.
Como atualizar um blog, por exemplo. :p
Falemos da Hypercomix.
Hypercomix era o nome de um fanzine de mangá feito por João Vicente Cardoso (JVC), quadrinista de Manaus - AM, a ideia do fanzine era fazer versões "zoeiras" de cavaleiros do zodíaco ( que eram moda na época ) e tudo o mais que pintasse.
Esse fanzine foi enviado para a editora Magnum, que publicava na época a revista Animax ( não conhece? Clique aqui então! ) e após contato entre as partes foi decidido que ele seria vendido em bancas de jornal. Além do conteúdo enviado por  JVC, haveriam histórias extras feitas por outros artistas descobertos pela Animax.
E assim nascia a Hypercomix da Editora Magnum,
Com uma periodicidade teoricamente quinzenal, a revista aos trancos e barrancos, durou exatos 14 edições. Se tornou comum artistas que faziam as artes para a revista do Megaman fazerem sátiras para a revista.
Os 4 primeiros números continham sátiras com conteúdo sexual explícito ( isso mesmo, pornografia! ) ao passo que do número 5 até o 14 isso foi retirado, permanecendo apenas as piadas de duplo sentido.
Pensando bem, olhando agora, 20 anos depois, a Hypercomix e a revista do Megaman com seus 14 e 16 números duraram bastante por serem um recomeço pros mangás nacionais.
Não existiam parâmetros de comparação em 1996, e as revistas duraram mais de 12 números porque não existia nada parecido na época.
Enfim, vamos aos dados!

Nome: Hypercomix
Editora: Magnum
Edições: 14
Ano de Lançamento: 1996
Servidor: MEGA
Formato dos Arquivos: .jpg
Créditos aos Scans: Lina Inverse, no blog Lina no Ie
Cliquem na imagem do post para acessar a pasta no Mega e baixar os arquivos.


12 comentários:

robson melo disse...

Baixei e li alguns, Fabiano.
Melhora muito a partir do volume 5. Apesar disso, é um porre ler as falas escritas a mão (nos dias de hoje), mas dá pra entender as limitações da época. É muito sumpimpa conhecer essa história do mangá brasileiro, mais uma vez obrigado pelo post.

Acho que mostrar peitos e bundas é muito erótico em mangás, mas sexo, sexo mesmo, explícito, só na vida real.

The Fool disse...

É que na época embora as limitações tecnológicas fossem muitas, o povo podia publicar gibis como esse sem ter tanto receio né?
O JVC fazia fanzine pornô, então pra ele era fácil zoar com cavaleiros e mesmo outras séries.
O triste é pensar que a ideia de sátira foi perdendo força com as edições e quando tentaram colocar séries regulares sem paródias na Hyper a coisa desandou de vez e tudo acabou. =(
E mesmo as revistas seguintes que tinham essa pegada da Hyper ( Aniparo e Power Comics ) não conseguiram segurar a onda e acabaram também.
Pensando pelo outro lado, fazer uma Hyper com histórias originais também não deu certo, vide a Defensores de Tóquio, que durou 3 edições.

robson melo disse...

Li outro comentário seu sobre a liberdade que autores tiveram das primeiras Hyper's, e concordo que hoje em dia tem tantas regras (sem nudez, sem violência, etc) para concursos e afins que acaba limitando demais o processo criativo. Mas acho que fizeram isso porque o povo acaba perdendo a noção e extrapolando, mesmo agora.

Paródias e comédias são divertidas, mas precisamos apelar para isso sempre que quisermos leitores? Por exemplo, olha lá o Yabu com os Combos. Ele abriu caminho com as sátiras em 98 e se deu bem, mas foi numa época oportuna, onde a maioria dos leitores ainda não consumiam mangá e não tinham vastas opções de scanlators pela web.
E jamais vamos deixar de citar o senhor Mauricio. Você acredita no sucesso estrondoso de um rapaz que quer publicar tirinhas para jornais nos dias de hoje? Ele estava no lugar certo, na hora certa. E se consolidou, com sucesso.

É melhor não comentar minhas idéias por enquanto, mas o que precisamos é ganhar espaço online com projetos realmente funcionais que vão além do "nos envie seu trabalho gratuitamente. Ele será divulgado e publicado, e só!"

Bom, vou ficar mais tempo em casa precisar me ausentar por algum tempo da internet, Fabiano:

http://skywasa.deviantart.com/journal/Um-ate-breve-623036526


Um grande abraço, parceiro! :]

Ps023 disse...

Seria possivel voçe postar uns scans da revista ultra jovem,neo tokio ou anime do.

The Fool disse...

@ Sky: Respondi lá no DA cara! Até a volta1

@ PS023: Eu tento me focar em revistas canceladas, então dessas que tu comentou só a Ultra Jovem e a Anime Do poderiam ser feitas, já que a Neo Tokyo ainda tá saindo.
Mas sinceramente, não gostaria de fazer scan delas. São muitas edições... @_@

Ps023 disse...

Sei que são muitas edições mais por favor tenta postar ao menos algumas ediçoes.agradeço desde já.

The Fool disse...

@Ps023: Ok, vou ver o que posso fazer.

SKY disse...

Fala, The Fool!

Esses dias uns amigos me falaram do canal do Youtube "Vai Seya", com sátira de CDZ e lembrei de imediato das Hyper's. Os caras redublam o anime, Um sarro! Se não conhece dá uma Googlada depois. Falou!

The Fool disse...

Oi Sky, desculpa a demora.
Eu conheço o canal sim, alguns amigos acompanham por sinal.
Eu particularmente falando não vejo graça em Cavaleiros, então nem vejo.
Até mais!

Zeta-Reticuli disse...

Muito obrigado. Estive à procura dos primeiros 4 números dessa revista há tempos.

Zeta-Reticuli disse...

Muito obrigado. Estive à procura dos primeiros 4 números dessa revista há tempos.

The Fool disse...

@Zeta: Cara, desculpe, mas não tenho scans do número 1 e 2. Só do 3 em diante.