terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Carências


 O que pensa sobre pessoas excesivamente carentes?

Nossa Yatta, tu perguntando isso me lembra de um causo com um amigo meu.
A gente ficava naquelas pendengas do Ragnarok Online, da LUG, um MMO, não sei se tu conhece. Só que eu trampo né, não tenho como ficar jogando o dia todo, já ele podia.
Foi numa dessas que ele conheceu uma garota dentro do jogo e ela, claro, começou a alugar ele pra jogarem juntos.
Conversa vai, conversa vem, eles acabaram ficando muito intímos a meu ver, enquanto eu meu tempo com ele definhava, o tempo dele com ela aumentava.
Em algum momento começaram a namorar virtualmente. Daí um dia ele me contou o que se passava: ela tava tendo problemas dentro da casa dela, ela era uma moça casada, mas o marido, pelo que ela dizia, era um ogro ou algo nesse sentido.
Daí ela correu se refugiar no joguinho, acabou conhecendo meu amigo e...não prestou, né?
Eu nunca abri a boca pro meu amigo pra falar pra ele que ela tava era carente, certamente era muita cobrança em cima dela, fora que imagino que o clima na casa dela não era dos melhores.
Eu penso comigo mesmo que gente carente tem aos montes por aí, mas pombas! Tem que ter coragem, enfrentar os problemas, não fica tentando fugir pela tangente, como ela fez.
A constar, ela e meu amigo terminaram o "namoro", ele parou de jogar e foi fazer algo mais útil da vida dele e quanto a ela, nunca mais a vi.
Precisava disso? Penso eu que não.
Gente carente é uma droga, Yatta...

domingo, 25 de dezembro de 2011

Original Vs. Pirata


Você compra DVD pirata ou original?, ou não gasta dinheiro e baixa pela net mesmo?

Dentro das minhas possibilidade, compro DVD original, mas não sou maluco de ir numa loja e pagar por exemplo, 40 reais num lançamento ou 100 Reais ou mais num Box.
Eu dou um tempo, não compro na hora. Os preços sempre baixam.
Outra dica preciosa é ir de vez em quando em grandes locadoras, como a Blockbuster da vida ou em Sebos. Normalmente eles tem muita coisa lá por um preço mais em conta e em alguns casos, o DVD tem garantia. Se der algum problema, volto lá e troco.
Tinha uma locadora de video aqui perto de casa, mas o negócio faliu e o cara tava vendendo os DVDs do acervo. Nessa brincadeira comprei muita coisa.
Eu só baixo coisas da net quando não tem disponível por aqui mesmo.
E montar um DVD com coisas baixadas da net não é mais um bicho de 7 de cabeças, então...
Pra mim, hoje em dia só faz pirataria de coisa licenciada quem quer.
É isso! =]

domingo, 18 de dezembro de 2011

Amizade



Fabiano, qual seu conceito de amizade?

Pergunta tensa essa, Sávio.
Pra mim, Amizade é quando tu gosta de alguém por uma afinidade, por idéias parecidas, por compaixão mesmo.
Se existe um interesse por trás, não é amizade.
Amizade mesmo, é expontânea, acontece sem se pedir nada em troca.
A simples presença da pessoa em si, já te alegra.
Acho que um ponto a ser considerado é que muitas vezes estamos carentes por motivos A ou B, daí arrumamos alguma pessoa para nos ouvir. A partir desse ponto, acreditamos que temos uma amizade.
Não é. E isso se mostra verdadeiro tão logo as pessoas melhoram e voltam a se afastar.
Amizade, pra mim é tu apontar erros da pessoa querida, mesmo que a magoe. É falar a Verdade, ser sincero.
Já conheci e conheço tanta gente nessa vida Sávio, me recordo de UM que agia expontaneamente comigo. Um não, DOIS!
Mas sinceramente falando, não sei o que é amizade. Não sei conceituar isso direito.
É abstrato ( será? ) demais pra mim.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Futuras Mudanças!

Não adianta.
Embora minhas intenções sejam as melhores possíveis chega uma hora que não tenho como abraçar o mundo todo.
Tava olhando aqui a página inicial do Blog, está com muitas coisas, muitos links, uma bagunça.
Preciso arrumar isso.
Da mesma maneira, seria útil uma página de contato, pra deixar o  visual mais limpo da página inicial.
Além disso, as páginas de "Como Criar sua HQ" e "Onde Publicar sua HQ" precisam de mais destaque por aqui, por sua relevância com o conteúdo do Blog.
Mesma coisa acontece com as Tags, tem algumas que acho que posso alocar em outras categorias.
Enfim, preciso mexer no blog, isso é fato. Como vai ter recesso no trabalho nesse fim-de-ano e o curso técnico acabou, creio que posso fazer isso.
É isso, até mais!

domingo, 4 de dezembro de 2011

Odiar?




Quero saber SINCERAMENTE o que vcs acham de pessoas que pensam assim.... segue o site:http://www.silviokoerich.com/2011/11/21/faca-voce-mesmo-estupre-e-mate-uma-mulher/

Sinceramente...Citando um trecho desse lamentável post:
=========
O MUNDO TE ODEIA, DEVOLVA ESTE ÓDIO….
========
Me recuso.
Porque eu, falando por mim, Fabiano alves de Jesus, que devolver as coisas na mesma moeda quando muito, satisfaz meu EGO e só isso.
As coisas não vão mudar porque eu matei 10, 20, 100 mulheres supostamente "vadias".
O problema é mais profundo que isso. A gente é criado de forma hipócrita desde pequeno, quando crescemos continuamos hipócritas.
Mas lol, nos ensinaram que somos especiais, que somos princípes e princesas e nossos pais são reis e rainhas que devem ser reverenciados, logo obedecidos.
Só que aí a gente percebe que o mundo tá pouco se lixando pra isso. Ficamos com raiva, daí começamos a bater em quem tá perto e normalmente não tem nada a ver com o assunto.
Perceba que o problema não está em quem está perto, mas sim em nós. Mas estamos cegos porque fomos ensinados que somos sem defeitos.
Não é assim.
E Katy, esse cara conclama que as pessoas odeiem, mas note que mesmo se as pessoas passem a odiar como ele deseja, nada vai mudar no grosso.
Conhecer o que é Amor de verdade não rola pra ele, né? Mais fácil odiar.
Faz sentido, brasileiros gostam de ir pelo caminho mais fácil.

Edit: O link citado nessa pergunta é de um blog fake, feito para detonar o Silvio Koerich. O blog já foi denunciado. Mas é íncrível o que essas pessoas fazem para detonar outra que as incomoda! 
É Bk, tu não está sozinho não!

Banda Calypso e as HQs Nacionais!


Porque vc gosta tanto da Banda Calypso?

Pela sua inestímavel contribuição para com a produção cultural desse país.
Não é piada, tá? Explicando.
Num país que vive de modinhas nas rádios, na tv, dos chamados "artistas de sucesso" como Luan Santana, Fiuk ( que já deu uma sumidinha, né? ), Restart, entre outros, a Banda Calypso é um aviso que nem tudo é jabá na Música brasileira.
Porque olha só, esses daí que citei são todos esquemas comerciais armados, eles não são um sucesso por acaso.
Tudo montado, armado, com gosto de plástico. Ok, a indústria musical do mundo todo vive disso. Do Jabá. Tu gasta uma grana enorme pra viabilizar um cantor ou grupo e ganha o triplo. Ao custo de pagar pra rádio xis ou ipsolon sempre tocar a música do teu artista no horário tal.
Fora pagar pra ele aparecer na Tv, ganhar disco de platina, disco de ouro, platina duplo e sei lá quantos mais tipos de discos vão inventar pra premiar um artista quando ele chegar "na marca dos tantos discos vendidos".
Tudo isso é forjado cara.
E no que a Banda Calypso é diferente desses esquemas? Eles não começaram apadrinhados, meu filho!
Eles vieram do para você desconhecido Pará, onde o Tecno-brega vai muito bem obrigado!
Criaram meio de divulgação, de distribuição e lol lol lol, GANHAM GRANA COM ISSO!
Sem precisa de uma Som Livre da vida!
Note que se dependessem da mídia daqui no sudeste, a Banda Calypso passaria batido em cima do lance, a exemplo do que ocorre com os artistas independentes de Rock e outros estilos.
Mas a força da Banda Calypso foi tamanha que tiveram que ceder, chamaram eles pra programa de TV, revistas falaram deles, enfim, eles quebraram a panela em favor do eixo Rio-SP-e-um-cadinho-de-Minas.
Só por causa disso, eu acho a Banda Calypso MUITO FODA!
A música deles pode ser uma merda, mas o meio que eles fizeram essas músicas serem conhecidas...
Ah, o pessoal que faz quadrinhos brasileiros tinha que inventar um esquema estilo o tecno-brega da Banda Calypso!
Ah, se tinham!

domingo, 27 de novembro de 2011

O Aprendiz e outros programas de TV



Assistir a “O Aprendiz” me faz lembrar da teoria sobre pessoas que gostam da Fórmula 1 principalmente para ver os acidentes. Sua opinião, please.

Tem lógica o que tu pensa, Fernando. Pelo menos pra mim, muita gente assiste determinados programas de TV não pela proposta dos mesmos, mas pra ver gente de um jeito ou de outro se lascando.
Tinha uma colega de serviço minha, faz alguns anos, ela assistia religiosamente "O Aprendiz", na época quando o Justus ainda tava na Record, unicamente porque ela se lembrava da época onde ela trabalhava numa grande empresa e, surpresa, tinha um chefe tão rígido quanto o que o Justus representava.
Ela não assistia para ver o desempenho dos participantes, ela assistia para ver o Roberto Justus pagando de chefe cruel com os outros.
Doideira isso? Talvez.
Quer ver outro exemplo, nesse mesmo estilo? Você dizer que coisas da Disney são pra crianças.
Só que, na verdade, coisas Disney são feitas pros adultos que pegam e dão pras crianças coisas relacionadas.
Pra criança mesmo, tanto faz o que é, mas o símbolo daquilo, pro adulto é muito importante. Embora ele mesmo não admita isso.
Tem outros casos que podemos usar essa lógica, só procurar!


sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Falsidade


O que pensa sobre pessoas falsas?

Vivemos usando máscaras. Mentimos quando deveríamos falar a Verdade, sorrimos enquanto amaldiçoamos em pensamento, desprezamos ao invés de chegar na pessoa e jogar na cara dela o que está acontecendo...
Eu pensava que eu poderia manter um comportamento falso por um longo tempo, mas descobri da pior maneira que não, não consigo, isso não é pra mim.
Isso me mata por dentro.
Desde então tenho voltado aos poucos, ao meu eu original...

domingo, 6 de novembro de 2011

Juventude


O jovem de hoje está mais comportado do que o jovem de gerações anteriores?

*Pensando* Tentando lembrar um pouco como são as coisas atualmente e como eram as coisas quando eu era mais novo, não sei dizer.
Converso com gente mais nova pelo msn, facebook, internet em geral e ao vivo...a impressão que eu tenho dos jovens dos tempos atuais é que existe um medo, um medo muitas vezes irracional, que deveria ser combatido com a razão, mas...
Não combatem! Ficam assistindo. Até que em algum momento a desgraça vira pra eles, daí vem o inconformismo, eles brigam, choram, mas continuam não entendendo o porquê das coisas.
Mas isso não é totalidade deles, felizmente...
Tem um pessoal que pensa algo além, que saí da sua condição passiva, de mero espectador e vira agente de uma mudança.
Esses jovens não se calam quando alguém comete uma injustiça.
Muitos dos jovens são isso mesmo, pacatos, tolos, molóides até.
Mas uma parte deles que vai pra cima, que faz as coisas.
Essa parte dos que fazem alguma coisa normalmente não é vista.
Mas...preste atenção, olhe ao seu redor, eles estão por aí. A gente não nota porque estamos muito preocupados com nosso problemas, mas eles existem!
É neles que eu deposito minha esperança!

domingo, 30 de outubro de 2011

Fracasso



“A voz do povo é a voz de Deus”. Se o povo não compra o seu gibi, o que você deve entender da opinião do povo sobre o seu trabalho?

Pergunta terrível essa, lidar com o fracasso não é fácil.
Mas vamos tentar, Fernando!
As pessoas não compram seu gibi. Ok.
Mas assim, pense porque isso pode ter acontecido.
Quando falamos de gibis tu tem que ter em mente que gibis são uma mídia desprezada pelas pessoas comuns. Elas preferem a piori livros impressos, filmes, músicas em geral.
Quantas pessoas você conhece que lêem gibis? Suponho que serão poucas e essas poucas tem um gosto apurado, um senso de exigência alto.
Elas provavelmente já leram muita coisa, não vai ser qualquer história que vai agrada-las.
Uma pergunta: são essas pessoas que você buscou alcançar?
Você tentou alcança-las da forma correta?
- Ofereça ao seu público algo que eles gostem. Que tenham familiaridade.
Que não aconteça deles pensarem algo como "Isso é estranho...que é isso?"
- Surpreenda, crie reviravoltas na história.
Você conhece A Guerra dos Tronos ( Game of Thrones )? Aquilo é fantasia, mas não uma fantasia convencional. Porque uma fantasia convencional nasce morta, exceto se ela for voltada para pessoas comuns, que conhecem pouco disso.
- Analise friamente a história. Sem paixão, sem dengo, sem nada. Só Razão.
Seu desenho está realmente bom? A história flui com facilidade? Vc está usando termos facéis de serem entendidos?
As personagens são agradavéis para quem vai ler?
Não adianta fazer personagens que só você gosta. Ou que seus amigos dizem que "está legal", fuja disso. Pega o personagem, experimenta ele em uma história comum, em texto mesmo. Vai em um desses sites de fanfic, coloca lá, espere alguns comentários. Se eles não aparecerem, vai em algum fanfic, leia, comente, normalmente quem lê fanfic de outros fanfic costuma ser lido de volta.
Agora, veja os comentários.
Falam bem do personagem? Guardaram o nome dele? O que acham dele?
De novo, faça isso com desconhecidos, para ver a recepção deles a tua idéia.
Isso pode ser um indicativo precioso de como as pessoas podem vir a responder ao seu trabalho.
- Não teve comentários?
Analise se você apresentou o trabalho para as pessoas certas ( no caso de contos / quadrinhos ) se o cara lê gibi de super-herói, não mostre pra ele algo que pareça mangá. Não de forma crua, sem preparação.
Mas um super-herói com cabelo colorido de repente o cara goste!
- Atenção ao instante em que tu apresenta algo.
Como assim? Note que desde que a novela Rebelde estreou na TV, proliferaram outras novelas com temática musical, como Isa Tkm, Isa Tk+, Quase Anjos e a atual Julie e os Fantasmas. No momento, esse tipo de ficção envolvendo jovens com algum elemento musical está na época, mas isso passa.
Um outro exemplo, o Novo Universo Marvel, lançado nos EUA em meados da década de 90. A proposta do Novo Universo era mostrar super-heróis mais humanos, mais próximos da realidade. Assim surgiram DP 7, que fala de paranormais, Força Psi, com um grupo de jovens com poderes mentais, Justice, onde um humano de outra dimensão aparece na Terra, Stigma, a Marca da Estrela, onde um humano recebe poderes de um alien e por aí vai.
Mas o momento em que o Novo Universo foi apresentado não era o ideal, e todos os títulos acabaram sendo cancelados.
Shit happens.
Mas olha só que coisa, muitos anos depois em 2006, estreava na televisão gringa Heroes, que foi um puta sucesso, e era, em essência, a mesma coisa que o Novo Universo Marvel.
Momentos diferentes e mídias diferentes. As pessoas mudam, assumem outros gostos. De repente o que é invíavel hoje, pode ser viável amanhã.
Eu sinto que tinha mais coisas a abordar, mas essa pergunta está aqui a tanto tempo...Perdão Fernando, se precisar, pergunte de novo.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Crítica - Ação Magazine Nº 01


Me gusta?
Si, pero no mucho!



Finalmente, depois de tanto tempo consegui um exemplar da Ação Magazine, nova revista com mangás nacionais, chamada por alguns como "Shonen Jump Nacional".
Exageros a parte, adquiri a minha recentemente, comprando diretamente no estande da revista no Fest Comix.
Por razões que ainda me são desconhecidas, a revista deveria ter sido entregue as bancas na ultima semana de Setembro, o que não ocorreu. Pensava encontrar a número 2 no Fest Comix, mas não a colocaram a venda, ficando um imenso estande só com algumas camisetas com personagens dos mangás e a edição 1, que está rodando desde Julho desse ano quando foi lançada no Festival do Japão aqui em São Paulo.
Erros de distribuição? Sim. E isso não é um bom sinal.
Até as revistas da extinta Hant Editora ( 7 Dias em Alesh e Oiran ) chegaram nas bancas no tempo certo. Não venderam, mas isso não é o caso.
Todas as revistas de mangá nacional da Eddie Van Feu chegavam pontualmente nas bancas. Alcatéia, Desenhe e Publique Mangá, Heróis S.A., Clube dos Cinco, Contos de Leemyar...
E o mesmo ocorria com a Editora Trama / Talismã: Ethora, Tsunami, Holy Avenger, Victory, Capitão Ninja, etc, etc,etc,etc, nada tinha problemas com distribuição.
Ao que parece, a Ação Magazine foi a premiada da vez!
Eu ri.
Então, o que posso dizer da Ação Magazine?  160 páginas, maioria das páginas em papel jornal, algumas com um papel melhor. 10 Reais.
Matérias sobre celulares, livros de ficção, hackers...Se bem que pra mim, essas matérias foram mais um tapa-buraco para essa edição e possivelmente vão sumir nas edições posteriores para dar espaço para os quadrinhos.
Existe, por toda revista um apelo muito, mas muito grande para que acessem o site da revista, citando aqui: http://www.acaomagazine.com.br o endereço é citado desde o editorial até em anúncios soltos pelas páginas da revista, só faltava em alguma história ser citado também.
Já pensaram?
================

Batala: Madenka, você precisa ser um herói!

Madenka: Ah, mas eu não quero! >_<

Batala: Então, vou te mandar pra aquele lugar! Ò_Ó

Madenka: Que lugar?? Ó_o

Batala: http://www.acaomagazine.com.br

======================
Pequeno recado pro Sr. Alexandre Lancaster: menos, cara, menos!
Enfim, vamos falar das histórias da revista?
Vamos. Elas são o prato principal, nada contra as matérias informativas, mas achei elas meio fora de foco da revista.

=============
Madenka! - por Will Walbr
=============



Madenka fala de um mundo parecido com o nosso, mas com um toque de criaturas parte homem parte monstro, como acontecia em Dragon Ball, na primeira temporada.
Madenka, o personagem principal é destinado a ser um herói, mas não deseja isso pra si. Batala, um porco-do-mato humanóide tenta fazer o possível para que o garoto se interesse, mas Madenka é turrão e quer uma vida fácil, não ser um herói.
Aparece nessa história também Siena, uma moça meio lobo-guará cega, mas que mesmo assim luta, e luta muito bem, diga-se de passagem.
Num mundo de sacis, bruxas, cucas e cia, a promessa de Madenka é ser um mangá de ação e aventura.
------------------------------------------------
O que eu gostei: colocar criaturas da mitologia brasileira é interessante. Aliás, pensei uma coisa, deixo pra falar nas sugestões! x3

O que não gostei: Will, sendo bem franco e direto: vc precisa, com urgência, se afastar do visual Dragon Ball genérico dos personagens. Me dóia ver a mãe do Madenka, o parceiro do Batala... Sério cara, tu não pode manter a publicação com esse design. Mangakás de verdade desenvolvem um estilo particular antes de serem publicados.
Veja, nunca um traço é igual a outro, salvo quando estamos falando de doujins, aí tudo bem.
Mas publicação oficial, com grana rolando e necessidade de bons exemplos, tu fazer um Dragon Ball genérico é foda, com o perdão do comentário.
Seu traço precisa se desenvolver mais, tu não está mais fazendo fanzine cara!
As pessoas vão olhar pra ti e tu vai virar exemplo pra elas, elas vão ver que tu faz mangá genérico e vão fazer também porque vão poder te dar como desculpa! Sentiu a responsa?
==============
"Ah, mas seu desenho está parecendo Bleach, fulano!"
"Não importa, o cara lá do Madenka faz parecido com Dragon Ball, então eu posso!"

=============

Ainda acerca da primeira história, senti um clima de one-shot. A história terminou com o fulano lá, o Afrânio² vencido, mas deu a entender que ele ainda está vivo. Se por acaso Madenka finalizasse aí, ninguém se perguntaria porque. Nada demais, mas faça ganchos melhores, ok?
Eu também não me senti lá muito tentado a continuar lendo a história. Mas analise que tenho 35 anos, já li muita coisa e não vai ser no primeiro capítulo de uma história que você vai chegar no meu coração.
Me conheço, e sei que posso gostar de alguma coisa, mas demora, não é instântaneo.

Sugestões e dúvidas: Vc colocou o Madenka jogando bola, por acaso tem campeonato disso, pelo mundo dele? Tipo copa do mundo? 
E como estão organizadas as cidades, pessoas, etc?  Madenka vende coisas numa barraquinha na rua, parece um feirante, quais as profissões desse mundo?
Acerca da Siena, ela usa um taco gigante pra espancar os bichos, ela tem outras armas? Ela vive do quê?
E aquele cavalo dela, onde ela arrumou ele?
O Batala luta? Ele é tão pequeno e cara feia, não parece que lute bem.
Coloca uma Iara peladona do segundo andar pra andar com o Madenka! Vai ser legal ver o Batala sendo provocado e o Madenka, bobão de tudo, ver mulher bonita.
Particularmente falando, seria interessante se a Siena ficasse atraída pela Iara, huhuhuhuhu~~~~  Sabe como é, a Siena é uma loba guará, poderia ser um tipo de atração animalesca! x3~~~~~~~~~~~
=========================

============
Jairo - por  Michele Lys e Renato Csar ( Roteiro ) e Altair Messias ( Arte ).
===========



Jairo narra a história de um jovem sem pai nem mãe que vai morar com os tios. Ele tem problemas na nova escola, arruma confusão no time do futebol e acaba indo parar no boxe.
Jairo é mais realista, tem drama, lutas, e um traço mediano.
-----------------------------------

O que gostei: Drama, caras, Drama! Jairo é um puta de um azarado, desgraçado, onde tudo dá errado pra ele.
Isso é MA-RA-VI-LHO-SO!
Quando ele chega na casa dos tios, o bicho já pega internamente entre os tios dele porque o tio de Jairo não queria o garoto lá.
A família onde o Jairo está instalado tem problemas, e a presença do garoto lá apenas ajuda a piorar o ambiente.
E quando Jairo vai pra escola com o primo a situação não melhora. Jairo está num ambiente novo, sem conhecer ninguém, e pra "ajudar" ele arruma confusão com Ivan, um moleque idiota e muito rancoroso durante um jogo de futebol.
Ivan faz o inferno na vida de Jairo, enchendo a paciência do pobre rapaz. Até que um belo dia, Jairo manda ele pro chão de tanta pancada que ele levou.
Jairo deixa o time de futebol e começa a frequentar os treinos de boxe, onde conhece Vitor, moleque franzino e covarde que está lá pra ver se toma jeito.
Claro, eles ficam amigos.
Uma das personagens é a Alice e está claro que ela está interessada em dar pro Jairo *risca* em namorar com ele! :3
O ponto aqui é que o primo de Jairo está de olho nela e já no primeiro capítulo fica claro que ele não gosta dessa situação.
Quer dizer, mais pra frente na história, mais problemas.
Foi mal pelo spoiler, mas eu precisava!  >_<

O que não gostei: Esse personagem, o Ivan, de boa, ele primeiro toma uma surra sentida do Jairo, cai no chão, sangrando bicas, todo arrebentado. Ok.
COMO ASSIM ele vai atrás do Jairo no Boxe pra continuar atazanando ele?
Burrinho esse Ivan, hein?
E mesmo assim, quando ele chega e tem a luta de treino entre ele e o Jairo, ele provoca de novo o Jairo que começa a largar o cacete nele, só parando porque se segurou.
Acho que é bem evidente que o Ivan não é páreo pro Jairo.
E é MAIS EVIDENTE AINDA  que se vocês segurarem o Ivan na história, vão estar subestimando a inteligência dos leitores, eu incluso.
Assim sendo, espero que no capítulo 2 o Ivan suma do mapa, o Jairo já tem problemas demais, e já ficou claro que o Ivan, do jeito que está fazendo, não vai conseguir nada.
Apenas ferimentos, hematomas e coisas afins.
Agora, se vocês manterem o Ivan mas com uma desculpa razóavel, posso repensar minha opinião. Mas a única coisa que achei ruim da história foi isso. Essa forçada de barra.

Sugestões e dúvidas:  No geral, gostei dos personagens, as meninas inclusive. A Adriana parece ser uma menina atenta nas coisas e a Alice é meio doidinha ou estou enganado?  O faxineiro que era boxeador e ficou amigo do Jairo poderia falar do Éder Jofre, antigo campeão brasileiro, que creio, muitos leitores não devem conhecer.
Acho até que seria interessante uma homenagem desse tipo dentro da história. Vocês poderiam procurar os parentes do Éder Jofre e mandar um exemplar de cortesia para eles quando isso acontecesse.
Eu pensaria seriamente em colocar mais personagens para contracenarem com o Jairo. O ambiente dentro da casa dele está hostil, mas acredito que ele ainda não percebeu isso.
Daí ele vai passar mais tempo fora do que dentro de casa, e isso demandaria mais personagens.
Espero que vocês também mostrem um pouco do dia-a-dia dos jovens, com Jairo indo jogar videogame em lan house, usando internet, falando ao celular.
E faltou explanar um pouco mais o ambiente da escola, os professores, diretores(as), outros funcionários, mas tudo isso pode ser feito com o tempo.
Que tal fazer todos os personagens, ou pelo menos a maioria deles, fazerem algum esporte? Assim Jairo pode transitar entre as modalidades esportivas e nós não ficaremos aborrecidos de só ver boxe o tempo todo.
Pensei também de Jairo trombar com a Máfia das apostas, mas creio que isso fugiria muito da temática proposta, mas fica aí a sugestão.
Ah, sim! E dar algumas dicas sobre o passado de Jairo com seus verdadeiros pais seria legal também.
==========================

============
Tunado - de Maurílio DNA e Victor Strang ( Ambos fazendo roteiro e artes ).
============




Tunado fala de corridas de carros, rachas, coisas proibidas perante a lei. O ato de modificar carros comuns ou antigos para serem "tunados" ganhou força nos ultimos anos. No cinema mesmo, a série Velozes e Furiosos é um claro exemplo dessa tendência.
A história narra a história de Daniel Kawasaki ( mas isso é marca de moto, não de carro, euri! xD ) , no dia do seu aniversário ele ganha um Chevete tunado do tio, um antigo piloto de stock car e promete que vai se tornar um piloto tão bom quanto o tio, que está paralítico por causa de um acidente de carros. Até aí, tudo bem.

O que gostei: É estranho pra mim dizer isso, mas gostei dos desenhos das mulheres nessa história. Não gosto de carros, conheço nada sobre o assunto, então as especificações técnicas passaram batido pra mim. E sim, também fiquei com cara de "???" quando o protagonista mandou um "Drift". Acerca dos personagens, não vi nada demais neles. Vocês que escrevem prestem atenção, leitores apáticos são um sinal perigoso para uma história. Cabe a vocês nos tirarem da apatia de algum modo.

O que não gostei: Deixa eu ver se eu entendi, o menino lá ganhou um carro do tio. Ok. O tio perdeu as pernas numa corrida de carros. Ok. Porque cargas dágua o tio bancaria um carro pro sobrinho? Pro protagonista se arrebentar como ele?  Faltou idéia aqui pra dar o carro pra ele. Vocês forçaram a barra, perdão pelo comentário.
Espero que não aconteçam mais abusrdos desse tipo no decorrer da história, porque senão vai ficar complicado gostar dela.
Outra coisa, tem uma sequência lá onde mostram as partes internas do carro, o desenho lá das peças está lindo, cheio de detalhes, mas penso comigo mesmo: precisa mesmo tudo isso? A história é contada pelos personagens, não por um câmbio, ou um pistão do carro.

Sugestões e dúvidas: Tunado, pela temática, é um mangá com grande possibilidades, pelo menos pra mim. Os personagens podem dar uma guinada alta, mais ousada, falar além de rachas ilegais, de drogas, prostituição, crime organizado, tudo isso sob a fachada de corridas de carro.
Eu pensaria de colocar um ou mais personagens policiais na história, para criar mais conflitos. Com um pouco de jeito, algum personagem realmente bandido, também.
Pensei no tio do protagonista estar na realidade envolvido com uma facção criminosa, e ele deu o carro pro sobrinho para ele continuar de onde ele teria parado.
Uma dívida com criminosos, na verdade, e a conta passou pro Daniel.
Mas ele não sabe disso.
Daí um dia, uma policial pega ele, começa a interrogar e cita o nome do tio dele como sendo de um membro influente de uma máfia italiana.
Daí a casa dele caí, ele fica sem rumo, sem saber o que fazer e acaba preso.
Wow!
Bem, são só idéias! 8B
========================


Sobre o Site: Olha, eu fico contente de ver uma nova revista querendo lançar o pessoal, fazer justiça pro povo. Mas assim, façam isso direito!
Olha o site de vocês, que é tão pedido para ser acessado e tudo o mais! Tem os blogs das histórias, mas estão vazios!
O que está com mais coisas é o de Expresso, que por sinal só estréia no número 2. Que se passa com vocês aí? Tem o blog das histórias coloquem coisas nele! Eu acho que se o Alexandre disponibilizou espaço para vocês no site, então que usem ele, ué!
Qual o problema? Estão com medo de postar alguma coisa lá, ou estão sem idéia mesmo?
Resolvam isso, por gentileza!

Últimas considerações:
Apatia é algo que me acomete com frequência, como eu disse, já li muita coisa, sou muito exigente e não vai ser qualquer coisinha que vai me emocionar. Entretanto, eu posso ser agradado, mas isso demora.
Eu não sei se vocês terão como manter a publicação no pé que ela está com tantos problemas de distribuição. E isso é um problema. De certo, não vou me emocionar com alguma história que está começando, no capítulo 2, ou 3.
Mas num capítulo 8, 9, pode ser.
Só que assim: eu não sou o público-alvo dessa revista. E por isso mesmo, vocês não devem considerar meu dito acima sobre me agradar.
Vocês se propõem a fazer uma revista para jovens, então sigam isso. A meu ver, falta conhecer melhor seu público e vocês não podem errar nisso.
Pensando bem, vocês não podem errar em ponto algum, e não é bem isso que tenho visto aqui e ali.
Senão, é o fim da revista.
Estou cético, muito cético do sucesso de vocês.
E não estou nem um pouco confiante, falando a verdade.
Mas vai que estou errado, né? De repente...
É isso.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Pessoas comuns



Se de acordo com o BK, tá todo quadrinheiro brasileiro fazendo criações FANSERVICE e onanistas, o que diabo seria um exemplo decente de “história comum para pessoas comuns”? Aliás, qual a definição disso?
Olá!

Fernando, acho que o Lionel já te deu uma boa resposta, não? Vou dar minha contribuição.
O Zé um dia disse que uma boa história é como um bom
sexo.
É verdade! xD
Onanismo, quando muito é um prazer solitário.
Em alguns casos vicia.
Mas o segredo de uma boa história em quadrinhos é
agradar os outros.
Fazer bem gostoso, mas pros outros, entende?
Acerca de histórias comuns, pense em tudo de corriqueiro que acontece em filmes, novelas, séries deTV...os clichês, enfim.
Isso é uma produção normal. Voltada para as massas.
E porque elas precisam ser assim? Porque se você chutar o balde, as pessoas comuns não vão gostar e vão parar de assistir.
Note: está passando no SBT aquela novela, "Amor e Revolução".
Tiveram que censurar duas sequências de beijo lésbico
entre as personagens porque a audiência ia chiar.
Isso é um exemplo claro de limites, de até onde tu pode
ir com um produto de massa, no caso, uma novela.
É por isso que quase tudo que é pro público comum é
calcado em fórmulas, com algumas leves variações para
não chatear o grande público.
As novelas, são todas iguais. No final todo mundo casa,
filhos nascem e bandidos se ferram. Salvo algumas exceções.
De novo, com pessoas comuns tu não pode ousar.
MAS...sabendo como, tu pode.
Olha um outro bom exemplo de ousadia sem sair do foco
de atender as massas: o canal pago Nick, com
programação infantil e tal, sempre apregoa a não-violência
para seus tele-espectadores.
Esse canal exibiu Avatar: o Último Mestre do Ar ( A Lenda
de Aang ) em sua grade de programação e, supresa!
Avatar tinha violência, mortes e alguns capítulos tinham
uma pegada um pouco acima da média.
Isso num desenho animado, num canal pago cheio de regrinhas!
Um desenho americano! Americanos estes que são costumeiramente chatos de galochas!
Um desenho pras massas, sim. Mas teve ousadia!
Entende onde eu quero chegar?
Quem é o público comum? É todo mundo que está fora de nossos círculos, é o pessoal que gosta de cinema, de novela, que gosta do Roberto Carlos, que gostam de futebol, que lêem pouco, que lêem só livrinho indicado por revista pseudo-informativa.
Não são os nerds, os otakus, o pessoal que gosta de Jornada nas Estrelas e Guerra nas Estrelas.
Não é aquela menina que fuça site japa pra ouvir música da Hatsune Miku.
Quando você for criar coisa pra essas pessoas comuns, tu deve primeiramente, buscar conhecer o que elas andam fazendo, lendo, falando.
Elas estão no Twitter? Ótimo, o que elas falam?
Estão lendo alguma coisa? O quê?
Elas comentam de algum programa na TV aberta ou paga? Procure conhecer esses programas.
Assim você se aproxima dessas pessoas, as conhece
melhor em seus desejos e principalmente, anseios.
É como o Bk disse lá no podcast, sai na rua, vai na banca de jornal. Veja do que as revistas e jornais falam.
Inevitavelmente será disso que as pessoas comuns vão comentar.
O que o público comum, em maioria espera de uma obra?
- Que não demore demais. Porque muitos deles são ansiosos.
- Que o bem vença no final. Porque na nossa vida, o bem dificilmente vence.
- Que o bandido tenha chance de se redimir. Porque brasileiros tem isso de dar segundo chance pros outros.
- Que não existam coisas muito estranhas. Entenda como "estranhas" contextos como faroeste, super-heróis, entre outros.
- Que não se levante bandeiras. Porque brasileiros detestam o Estado e tudo que lembre ele. Muitos deles gostariam de estar em outros lugares que não o Brasil. Logo vc levantar a bandeira brasileira através de um contexto ou um personagem é pedir pra não gostarem.
- Que não tenha homossexuais. Por mais que a galera GLBT bata o pé e diga que tem que ser aceitos, as pessoas NÃO vão aceitar. Ou, caso tenha homossexuais, que eles fi quem em segundo plano. ( Notou que nas novelas globais personagens gays quase sempre são personagens secundários? ).

Agora, isso tudo que eu te citei Fernando, é o que eu observei desse tempo todo.
Não é só isso, claro, tem mais coisas, mais nuanças a serem consideradas.
Mas se você quiser fazer uma obra que possa ser aceita por pessoas comuns, considere-as!
Abração!

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Crítica - A Jornada do Lupe - 4ª Temporada!



Então, vamos falar da última e por enquanto incompleta "temporada" da aventura de Lupe e seus miguxos fofos e levemente sem-noção?
Ikimasu, minna!
(Sim, imitei mesmo a Mara do blog Mais de Oito Mil, e daí? u_u)

Pessoal, sabem que eu achei essa quarta temporada a mais irregular de todas?
Não por nada, lembram quando eu comentei na ultima crítica sobre uma prisão absurda, estilo hotel 5 estrelas?
Pois é, olhem aqui:
------------------
Um ano depois de serem julgados e condenados, chega o dia em que, Carol que esta com 21 anos, Lupe com 20 anos, Luclock e Rafael (conhecido como Rafa) com 22 anos e Gabriel com 21 anos serão livres. Os policiais chegam com as bandejas de café da manhã e entrega pra todos e até para Ewertton que está com 23 anos e fica no canto da cela longe dos outros.
– Ah que bom! Esse é o último café da manhã que a gente toma aqui– disse Luclock que depois come o pão com suco de uva.
–E eu que pensava que esse dia não iria chegar nunca– disse Rafa que depois come uma maçã.
–Irmão, por favor, pare de ser pessimista, deveria agradecer por esse dia ter chegado– disse Gabriel que depois come mingau de banana.
–Ah amor, que bom que a gente vai sair daqui– disse Carol que dá um beijo na bochecha de Lupe, mas ele não esta com cara de felicidade– o que foi amor? Se anima ae, por favor.
– Eu estou feliz sim Carol– disse Lupe que depois come uma banana e bebe leite.
–Mas não parece que você esta feliz– disse Carol que depois come pão e bebe leite.
–É que eu estou preocupado com o Ewertton– disse o mago que todos param de comer e olham para o mago.
-----------------

Comentários:
Caras, que prisão é essa onde servem tudo isso? Insisto, absurdo.
Mas vamos ver uma outra coisa...

---------------
–É que eu estou preocupado com o Ewertton– disse o mago que todos param de comer e olham para o mago.
–Porque Lupe?– perguntou Luclock.
–Porque daqui a seis dias ele vai ser executado– respondeu o mago.
-------------

Comentários:
Epa, peralá...
Como assim ficar preso por um ano e só depois ser executado?
Como assim?
Ah, tá! É prisão de Rachel, as penas são diferentes, eles engordam o condenado antes de mandar matar, éisso?
Não creio, de boa! x)

----------------

–Não precisam me dizer, eu sei que vocês estão preocupados comigo, mas vocês não podem fazer nada, o meu destino já está traçado, vou ser executado.
–Ãhn, Ãhn– disse Gabriel fazendo o sinal de não para o espiritualista– quem disse que esse é o seu destino? Nós vamos mudar isso, quando a gente sair daqui, eu vou pegar todas as minhas economias pra te tirar daqui.
–E as minhas também e vou convencer Maeho e Billy a colaborar também para pagar a sua fiança e sair daqui– disse Rafa.
–Mas é caro pra me tirar daqui, é 25kk de zenys– disse Ewertton.
–O QUE? 25KK!– disseram os cinco ao mesmo tempo espantados.
–Eu vi pela alma de um policial que veio me deixar, vi ele conversando com o delegado e ele disse que é 25kk pra quem me libertar– disse o espiritualista.

-------------------

Comentários:
Pera, pera, pera...
Prende, manda executar, ok.
DEPOIS DE UM ANO...
Tá.
Prende, manda executar depois de um ano e AINDA PODE PAGAR FIANÇA???
Afinal, querem matar o espiritualista emo ou não?
Ah, as dúvidas!
---------------------

–Sim, eu confesso que foi graças a vocês que eu estou assim– respondeu o espiritualista.
Lupe foi pra perto dele e disse botando a mão direita no ombro esquerdo dele:
–Eu também fui assim, mas graças a eles eu sou um cara feliz.

---------------

Comentários:
Infeliz sou eu por ler essas baboseiras! x(
----------------

–É eu entendi o que você quer dizer cara– Ewertton faz a mesma coisa que Lupe, bota a sua mão direita no ombro esquerdo do mago– é muito bom ter amigos que gostem da pessoa, mesmo que ela tenha defeitos, e mesmo assim eles aceitam como vocês estão me aceitando, ter amigos é uma terapia.

--------

Comentários:
Quem escreveu isso é que precisa de terapia! x(
--------

Os pais de Rafa e Gabriel chegam junto com Maeho e Billy. Rafa e Gabriel correram desesperadamente pra abraçarem os pais, emocionados.
–PAPAI! MAMÃE!– gritaram os dois.
–AH MEUS FILHOS– grita a mãe deles.
Eles abraçaram e os quatro choraram, Maeho e Billy também participaram desse abraço coletivo, Carol, Lupe e Luclock olhavam de longe a emoção deles.
–Eu fiquei preocupada com vocês, entrei em depressão, foi horrível, mas graças a esses dois eu fiquei mais calma– disse a mãe ,se referindo a Billy e a Maeho.

--------------

Comentários:
Manos...a mãe dos malacos fica em depressão porque os filhos tavam trancafiados num Hotel 5 estrelas!
Depressão!
DEPRESSÃO!
Não dá, de boa! x(
----------------

Capítulo 2 – Por uma boa causa

31 de março de 2010, Estalagem de Rachel, 12h30min da tarde

--------------

Comentários:
Olha, deixa eu fazer uma coisa e fazer um resumo da ópera sobre esse capítulo.
Nesse capítulo eles tem que juntar grana pra soltar o Ewertton, simples assim.
E dane-se o spoiler, eles conseguem, tá?
E o mais incrível disso tudo é que não acontece NADA, eu disse NADA que os atrapalhasse de verdade.
O alquimista vende as poções dele, não acontece nada, ele vende e faz grana.
O caçador mata bichos no deserto, pega eles, faz churrasco, vende e faz grana.
Não acontece nada!
Grupinho do lupe faz showzinho na praça de Rachel matando monstros.
De novo, não acontece nada!
Mas o foda, o que lascou mesmo esse capítulo, foi o final.
Porque a idéia era não ser uma coisa fácil, né? E isso deveria ter durado, pelo menos dois capítulos.
Porém, no final do capítulo eis que lemos o seguinte...
-------------------

–Vejo que vocês ainda querem arrecadar dinheiro pra libertar aquele espiritualista não é?– pergunta o ferreiro.
–Sim, e só falta 3kk pra chegar a 25kk e iremos pagar a fiança dele, todos aqui colaboraram e vamos continuar– disse Lupe.
–Mas vocês não precisam mais fazer isso, eu já cuidei de tudo– disse Billy.
–Espera ae, esta querendo dizer que você pagou a fiança de Ewertton?– pergunta Carol se levantando.
–Sim.
–Aposto que é mentira, afinal hoje é o dia da mentira, e você disse que não iria ajudar em nada– disse Luclock se levantando.
–Calma ae vocês três, já que não acreditam em mim, vocês irão acreditar nele– disse Billy.
–Nele quem?– perguntaram os seis ao mesmo tempo.
–Hum–Billy se vira em direção a entrada e grita–PODE ENTRAR!
E finalmente, a pessoa entra na estalagem, e pra a alegria dos seis, a pessoa que entra é o espiritualista Ewertton.
–Bom dia meus amigos, graças ao Billy eu estou aqui.
–Ah Ewertton– Carol saiu do lugar que estava e corre pra abraçar o espiritualista e chora.
–Que bom te ver de novo Carol– disse Ewertton.
Depois de receber o abraço dela o próximo é Gabriel.
–Que bom que você esta bem, cara.
–Eu agradeço a sua preocupação, alquimista Gabriel– disse Ewertton que recebeu o abraço dele.

-------------------

Comentários:
É foda. O ferreiro ricão vai lá, atropela todo mundo, paga a fiança e deu.
Ewertton livre.
Notaram que o capítulo não prestou pra nada?
Foda, foda, foda!
Quase 10 páginas de texto pra nada!
Palmas pro autor, ele é pró!
Pró ao contrário! x)
-------------------------

Capitulo 3 – O inimigo de Ewertton

02 de abril de 2010, Estalagem de Rachel, 13h30min da tarde

---------------------
Quero abrir um parantêses aqui, antes de comentar o capítulo 3.
No original, não era pra esse capítulo existir.
Durante minhas conversas com o Lucas pelo msn, indaguei a ele como o Ewertton tinha ido parar na cadeia.
Pergunta daqui, pergunta dali, ele acabou chegando ao consenso que Ewertton teria chegado na cadeia por ter mexido com algum grandão dentro da cidade de Rachel.
Embora ele não tivesse uma idéia muito certa sobre quem seria o personagem ( sim, ele não pensou em quem seria o personagem, precisou eu falar disso pra ele se tocar! -_- ), ele me veio com esse capítulo.
Aqui somos apresentados a Delima ( nome terrível, mas tudo bem ), um justiceiro que vive em Rachel e que é respeitado como um herói.
Delima possui fãs, que como ele, são justiceiros, usam armas de fogo.
Delima é na verdade um viciado em drogas, e isso foi descoberto por Ewertton, que acabou na cadeia por "precaução".
Sim, eu sei, tosquinho, fosse o Delima um bandido MESMO nunca teria deixado Ewertton vivo, mas essa fic é uma coleção de erros, não?
Então vamos aos comentário desse capítulo.

----------------------------
Depois de almoçar, Carol, Ewertton, Luclock e Lupe conversavam.
–Há muito tempo não como essa comida– disse Ewertton.
–Você deve ter sofrido muito durante o tempo que você foi preso não é?– pergunta Carol.
---------------------------

Comentários:
Carol, a esquizofrênica! Achei que ela tinha ficado presa na mesma cadeia, na mesma cela que ele.
E como assim "sofreu" ??? 
Aham, sofreu muito! Comida boa, piano pra tocar, mano, que viagem!
Luquinhas Emanuel não lê o que escreve, riar, riar, riar! *ri sarcasticamente*

--------------------------
–Aff, que cara mais antipático, e o que ele fez de tão famoso aqui?– pergunta Carol.
–Ele é um herói, disse que já matou alguns MVPs como Abelha Rainha, Bafomé, Edgga, Atroce e Ktullanux– disse Ewertton.
–Espera ai, quem matou o Atroce foi o Billy e quem matou o Ktullanux foi o Lupe– disse Luclock.
–Ele tem fotos dele mesmo matando os MVPS, e quando eu vi, era só arte, desenhos, eu disse sinceramente pra ele que esta mentindo, por isso ele me mandou pra cadeia, por medo, eu vi pela alma dele, ele é uma pessoa viciada– disse o espiritualista.
----------------------------

Comentários:
Povo de Rachel, o mais inocente ever! x)
--------------------------

Um palanque foi montado, tendo fotos e desenhos do justiceiro Delima que diz no microfone:
–Pessoal, eu não sei quem foi que libertou aquele espiritualista, ele é perigoso, ele pode mandar uma maldição pra cima de vocês, cuidado quando vocês forem encontrar com ele, o nome dele é Ewertton.

-----------------------
Comentários:
O interessante da frase acima é que o Delima fala como se existissem vários espiritualistas na cidade, daí a necessidade de citar o nome do Ewertton.
Pro povão diferenciar quem é quem, lol.
Euri.
----------------------

–Pelo visto ele andou sabendo dos acontecimentos recentes– disse Luclock.
–Posso ate ser doido, mas burro eu não sou, e não sei porque eles deram pena de um ano a vocês cinco– disse o justiceiro.
–Deixe eles fora disso, você não queria a mim então eu estou aqui– disse Ewertton.
–Quanto mais gente melhor, deixa eu apresentar o meu exercito de justiceiros– disse Delima que chama o pessoal.
–Não acredito, eles são adolescentes, vão querer nos matar– disse Carol.
–Num vai me dizer que esta com medo do meu exercito lutadora galinha– disse o justiceiro.
–Olha como você fala da minha namorada– disse Lupe com raiva.
–Então esse mago é seu namorado, nossa que ridículo– disse Delima.
–Você deveria se tratar seu doente mental– disse Rafa.
–Quer saber, vamos ver quem vai sobreviver aqui e o publico ficará assistindo aqui de camarote– disse Delima.
A guerra esta declarada, de um lado Delima e seus justiceiros adolescentes, do outro Ewertton, Lupe, Carol, Luclock, Gabriel, Rafa e Maeho.


--------
Comentários:
Ah, nada como um quebra-pau no meio da cidade, com gente assistindo pra dar moral!
Se fosse em qualquer outro lugar ou o povo ficaria horrorizado com isso ou se juntaria ao Delima e faria um linchamento em cima de Lupe e os outros.
Como não é, eles ficam de platéia na maior naturalidade! x)
-----------------

Delima ainda continua procurando por Ewertton e ele grita:
–APAREÇA SEU ESPIRITUALISTA COVARDE!
O espiritualista deu um ataque rápido em cima do justiceiro usando um soco na barriga dele e o Delima geme de dor
–Seu Filho da Mãe, eu sempre odiei você e essas suas previsões ridículas.
–Largue desse vício, pare de tomar essas drogas, você esta se prejudicando– disse Ewertton.
–Como você sabe que estou tomando as drogas, seu figura?– pergunta Delima que o povo solta um OHHH!
–Eu vi pela sua alma, e você vai acabar prejudicando a sua carreira e um monte de fãs seus vão acabar sendo que nem você como aqueles 8 justiceiros que você mandou correr atrás dos meus amigos– disse o espiritualista.
–Cala essa boca seu figura, eu quero mais que você morra!– disse Delima.
Ewertton aproveita e invoca uma magia de espírito:
–KAIZEL!
O corpo dele é envolvido por uma luz branca e azul e depois some. Delima pega uma metralhadora e atira em direção a Ewertton.
–MORRA!
Ele atira várias vezes e os tiros atingem Ewertton e ele cai no chão sangrando e morre.
Delima comemora e atira pra cima e a multidão corre com medo.
–AHHH! Que bom o espiritualista morreu, o bruxo morreu, ele não irá mais me incomodar, HAHAHAHA.
Ele tira uma garrafa do bolso, que continha a droga e bebe e fica mais doido.
–AGORA SIM, VOU FORMAR UM EXÉRCITO DE JUSTICEIROS PRA ACABAR COM GUILDA DOS ESPIRITUALISTAS, NEM DEVERIA EXISTIR ESSA BOSTA DESSA GUILDA.
De repente as balas que estavam alojadas no corpo de Ewertton saem e o espiritualista se levanta, e o justiceiro fica assustado.
–AH NÃO O FANTASMA DESSE ESPIRITUALISTA ESTA AQUI!
–Não sou fantasma, eu ainda estou vivo, eu só me apaguei por alguns minutos e deu pra escutar tudo o que você disse, seu doido– disse o espiritualista.
–Como você conseguiu escutar tudo, seu figura?– disse Delima.
–Eu sou um espiritualista, mesmo que eu esteja apagado por alguns minutos, eu consigo escutar através do meu espírito, e você não vai acabar com todos os espiritualistas– disse Ewertton.
–Ah vou sim, eu sou inimigo deles e de você também seu figura, aliás todos os espiritualistas são figuras só querem aparecer– disse o justiceiro.
–Eu não tenho outra escolha a não ser matá-lo eu não vou deixar você acabar com os meus colegas espiritualistas e eles não são figuras, eles ajudam todas as pessoas, dão conselhos e ajudam nas batalhas.
–BLAH, BLAH, BLAH, eu não quero nem saber, eu vou te matar– disse Delima que mira a metralhadora nele e Ewertton rapidamente dá um salto e o justiceiro erra os tiros.
O espiritualista desce do céu e invoca outra magia de espírito:
-ESTUN!
Umas bolhas espirituais andam em direção ao Delima e quando passa sobre ele, o justiceiro fica atordoado.
–Ai que dor de cabeça, EU ODEIO VOCÊ E TODOS OS ESPIRITUALISTAS!
–Não agüento mais– disse Ewertton que não agüenta mais escutar as palavras do justiceiro e diz outra magia– ESMA!
Dois círculos espirituais cortantes de cor branca aparecem e vão em direção ao justiceiro e o atingem cortando e ele morre em seguida. O espiritualista chora, a multidão aparece e vê o Delima morto e depois olha pro espiritualista e ele diz:
–Me perdoem, ele me prejudicou muito e queria matar todos os meus amigos e a morte é a única saída, porque ele estava drogado.

-------------------
Comentários:
Quer dizer que se o Delima não estivesse drogado ele seria poupado?
Desculpa esfarrapada, hein? x)
-------------------

Em vez de a multidão vaiar pro espiritualista, eles bateram palmas. Billy apareceu entre a multidão e foi lá pra perto do espiritualista consolá-lo.
–Tudo bem cara, você fez o certo, ele não estava sendo ele, estava sendo um monstro.
–Obrigado Billy, eu não queria matar ele, mas a droga estava matando ele por dentro, e vi que não dava certo– disse Ewertton chorando.

----------------
Comentários:
Povo de Rachel, o inocente! - II
----------------

Comentários extras:
Eu não vou comentar as partes 4,5,6 e 7. Não acontece praticamente NADA nelas. Quer dizer, acontecer acontece, eles decidem sair da cidade como era o plano original do autor, descobrem que quem estava no julgamento tentando queimar eles eram os servos do Senhor das Trevas, que por sinal, anda sumido nessa fic. Aliás, como os bandidos somem do nada nessa fic, estamos na quarta temporada e nada demais acontecendo. Nem um desenvolvimento dos personagens acontece, esse é o pecado.
Isso porque o Lupe era pau-mandado lá do Mephysto que é aliado do Senhor das Trevas, tem o  Barão Coruja, a Jirtas, que ainda não fez nada falando nisso...
Mas bem, adelante, né?
------------------

Capítulo 8 –A história de uma grande criadora

-------------------
Comentários:
Pelo título tu tira que vai ter putice.
Um erro comum de quem escreve é atribuir adjetivos para designar personagens diversos.
Oras, quem é essa tal "grande criadora"?  O que ela fez pra merecer isso dentro da história? Deveria ter pelo menos um feito digno de nota para merecer o "Grande", não é?
Porém...vejemos aqui em frente...
-------------------

O apresentador sobe no palco e diz:
–Senhoras e senhores, eu peço um minuto da sua atenção.
Todos que estavam comendo, bebendo e conversando pararam pra olhar pra ele.
–Hoje temos uma grande convidada, uma dica: ela era uma mercadora quando era criança, tem um poring, hoje ela é uma criadora e lançou um livro muito famoso, alguém sabe?– pergunta o apresentador.

-------------------
Comentários:
Oh, eu não faço idéia! 8) Será que era a gurizinha levemente, mas bem levemente sapatinha que tinha um quase-caso com uma alice...? x)
----------------


–É a Maaya– responde uma alquimista que esta sentada numa mesa perto do palco.
–Acertou querida, e ela esta aqui pessoal, uma salva de palmas para Maaya a criadora– diz o apresentador.

-----------
Comentários
Fuuuuuuuuuuuu~  ISSO AÍ virou grande Criadora?
Çey! x(
------------

A criadora apareceu de trás do palco, ela é linda, cabelos brancos e soltos, olhos castanhos e vinha acompanhada com o poring chamado Poi-poi, eles foram aplaudidos, que as pessoas ficaram até de pé para aplaudir.

------------------------
Comentários
De novo, Maaya é linda, é uma grande criadora, é isso, é aquilo, é aquilo outro.
Que merda!
-----------------------

–Meu Deus do céu, se a Lila tivesse aqui ela iria gritar que nem uma louca– disse Carol batendo palmas.
–É verdade amor, eu lembro que ela contou das aventuras dela, Roan, Yuffa e os outros quando a gente estava na Ilha dos Aprendizes– disse Lupe que batia palmas.
–Eu li o livro dela, é muito bom, eu até vi as aventuras dela quando eu li, fiz uma viagem espiritual– disse Ewertton que batia palmas.

---------------------
Comentários:
Ler o livro das aventuras da Maaya é PUTA viagem, nisso eu acredito! x)
---------------------


–Nossa Ewertton, então você fez uma grande viagem– disse Luclock que batia palmas.
–Quem é ela?– pergunta Billy que batia palmas sem entender.

---------------------
Comentários:
Sim, uma SENHORA VIAGEM! X)
E o Billy, o único sensato no grupo, que horror! x(
--------------------

–Boa noite pessoal– disse Maaya que arrancou vários gritos e palmas da platéia– é uma honra estar aqui, eu gosto muito de viajar no aeroplano e muito obrigada por fazerem meu livro serem um dos mais vendidos de Rune-Midgard.

------------------
Comentários:
Platéia comprada pra aplaudir, 1 obtido(s).
-----------------

Poi-poi que estava no chão do lado da criadora, deu uns pulos e Maaya pegou ele e botou no seu ombro e disse:
–Ele é meu filhinho, e ele quer falar com vocês, fala ae Poi-poi.
–Boa noite pessoal, poring,poring– disse Poi-poi que depois riu.
Todos ficaram impressionados que o poring consegui falar, depois eles bateram palmas.
–Por essa eu não esperava– disse Billy.
–Eu também não– disse Luclock.
–Já vi que essa criadora é incrível– disse Ewertton.
–Eu estou começando a ficar fã dela– disse Carol.
–Eu também, já vi que ela cria poções incríveis– disse Lupe.
–Quando acabar vou pedir um autógrafo pra dar pra Lila, ela vai pirar– disse Carol.
–Obrigado por vocês gostarem de mim, eu estou falando graças a minha mãe por ter feito a poção para eu falar– disse Poi-poi.
–Bem pessoal uma dica pra quem quer ser criador que nem eu é você se tornar um bom alquimista, estudar muito e quando for renascer e se tornar um criador, tem que estudar mais, assim vocês terão um trabalho bem recompensado– disse Maaya.

--------------------------
Comentários:
Olha o nível de artificialismo dessa sequência.
Olha como as coisas são forçadas, se isso fosse um auditório de verdade, seria naquele esquema das placas de "aplausos", "silêncio", algo assim.
Primeiro, o poring fala e todos ficam impressionados.
Me pergunto: COMO, dado que no jogo, todos os porings mascotes falam depois de um tempo, naturalmente.
Depois o Ewertton começa a doação de cu do nada, sem mais nem menos pra Maaya.
"Ela é incrível."
E a Carol, claro, como de costume, ajuda!
"Estou começando a ficar fã!"
Pombas cara, ela não fez nada, nada mesmo! Subiu num palquinho ficou de blablabla, mostrou o poring e ela é incrível??
Incrível sou eu por ler essa bela merda isso sim!
--------------------------

–Voces querem perguntar alguma coisa pra a nossa convidada?– pergunta o apresentador pra platéia.
–SIIIIM– a platéia responde.

-----------------------
Comentários:
Putice a vista...-_-
-----------------------

–Eu continue a jornada com Roan, a Yuffa e a Judia, mas conforme foi passando o tempo, cada um tomou o seu rumo, Judia foi criar o filho que teve com Iruga, Roan e Yuffa se casaram e tiveram filhos e eu fui viajando de cidade em cidade, vendendo meus itens até eu me tornar uma alquimista e crie ótimas poções, como essa de fazer um poring falar, não só ele, mas toda a raça poring, como Poporing, Drops, Marin, etc... aí já velhinha decidi escrever esse livro contando a minha história– respondeu a criadora.

-----------
Comentários:
Meu Deus!
Fico pensando na REVOLUTION que foi bichos tão bons quanto DROPS, POPORING E MARIN FALAREM!
Deve ter causado comoção mundial, algo desse nível.
E é por isso que a Maaya é uma grande criadora?
Meh! xP
------------

-----------
Comentários extras
Eu não vou comentar os capítulos, 9,10 e 11. Resumidamente falando, eles se limitam a:

Capítulo 9: Aurion e Anita quebram galho seco no aeroplano e vão pra cima de Lupe e cia. É engraçado notar que 100% dos bandidos usam galho seco nessa fic. As habilidades de classe, que poderiam ser um puta diferencial são sub-utilizadas. Galho seco é a muleta dos bandidos desse fic. Desde a primeira temporada.
Tem um problema?  Quebre galho seco. Simples.
Como de praxe, meia dúzia de personagens vencem as dezenas de monstros que por um milagre chamado falha no roteiro, não avariam a aeronave em nada!
Ah, sim, os bandidos fogem com a famosa bomba de fumaça. As vezes penso que seria mais interessante fazer todos os bandidos menores serem ninjas! Afinal de contas, as habilidades de classe são pouco usadas mesmo, tanto faz!
rs x)
Que massa, né?

Capítulo 10:
As duas sacerdotisas lá, que esqueci o nome estão grávidas esperando pela chegada de Lupe e cia. Ok. Vem o outro grupinho lá tirar um barato e tentar fazer as duas perderem os bêbês.
Tá.
Seria tudo normal, não fosse o seguinte:
1 - Pra variar, eles quebram galho seco.
2 - A luta acontece em Prontera, maior cidade do reino e, pasmen, NÃO APARECE UMA VIVA ALMA ENQUANTO A BRIGA ROLA.
Que se passa, alguém pode explicar? Prontera virou cidade-fantasma? Ou será que a turma do Lupe estava lutando no servidor Odin, que tá vazio pacas, mesmo com a Renovação ativa??
Ah, as dúvidas que me afligem!  u_u

E finalizando, o capítulo 11 é continuação do 10, com o fim da luta, e adivinhem: os bandidos são vencidos e mesmo quebrando um galho sangrento e fazendo aparecer uma Serpente Suprema, os mocinhos ganham. Claro, os vilões somem com bombas de fumaça e eu já vi isso antes; assim, desde a primeira temporada!
Que podre.
===============================
Eu poderia terminar a crítica pela linha acima, mas...não.
Olha, falando sério agora, sem zoar, sem ironia, nem nada.
Eu gosto de ajudar as pessoas. Tenho um pingo de noção que eu saco coisas, tenho idéias que muita gente nem pensa.
Com o Lucas e seu fanfic não seria diferente.
Eu não comentei, mas ele fez um burrada, não, uma sucessão de burradas desde que eu o conheci e ele me mostrou a fic.
A primeira foi sair do site da Nécropole Comercial e ir pra um fansite random de um conhecido dele.
A outra foi ele não ter sacado que o fansite do amigo dele tinha morrido lá pelo começo do ano.
E a coisa mais infeliz que ele poderia ter me feito foi ter dito que "eu não gostava da fic dele, não adiantava e era melhor eu parar de ler mesmo."
Porra!
Eu falei isso pro Lucas no msn, falo aqui, todo mundo que supostamente seguia ele, que enchia a fic dele de flood idiota no site da nécropole largou ele e partiu pra outra.
Essa escumalha de personagens ruins que são os amigos dele, deram tudo pra trás, não queriam ler o que ele escrevia, queriam fazer média.
Uma merda de média!
Só eu, e repito: SÓ EU, tive hombridade de pegar e ler as coisas do Lucas a sério, de dar opinião, mesmo ele não gostando.
Pessoalzinho aí que ficou no elogio vazio foi tudo embora, foda-se ele.
Sabem, eu pensava que quando o Lucas viu a merda que tinha feito trocando a Nécropole pelo sitezinho lá do Lendas de Midgard, ele tinha entendido.
Eu ia dar uma força, explicar mais ou menos como fazer personagens mais consistentes, não tem isso de "ah, mas ninguém mais vai ler!" dane-se, pau no cu disso!
O que importa é ele escrever, ele treinar, talvez virar um escritor decente.
Peguei o Lucas no msn, tivemos uma conversa franca e brava, joguei na cara dele que os sonhos dele, de ter o fic publicado na revista da LUG era uma coisa de uma "grandeza" rídicula.
Ele sonha muito pequeno!
Mesma coisa quando ele pulou no Deviant Art, recebi ele, fiz média, expliquei algumas coisas.
Ele quase pira quando um cara lá disse que poderia fazer uns quadrinhos pra ele.
 Não rolou, o Lucas sumiu do DA e dane-se.
Tá lá no Twitter agora, falando tolice com outros tontos e choramingando aqui e ali em 140 caracteres!
Isso não é um homem de verdade.
É um moleque, só isso.
Um moleque carente de atenção, carente de amor de verdade, carente de uma cacetada de coisas.
Ele é um infeliz!
Um infeliz que escreve fanfic de Ragnarok que ninguém lê, mas na cabeça dele, é um sucesso, deu tantas mil visualizações, é BOA.
Mesmo "boa" sendo um termo pra lá de subjetivo, mas perdoo ele, ele não deve saber o que é subjetivo.
O que importa pra ele, na real é que o notem, ele é um carente de atenção medonho, e como escritor, uma nulidade.
Ele fala pra quem quiser ouvir que vai ter uma Quinta Temporada dessa sucessão de erros grosseiros.
Que tenha!
Ele nunca vai aprender a escrever de verdade.
Primeiro, porque ele não quer. Ele quer que os outros o aceitem e passem a mão na cabeça dele.
Um mendingo pode ser mais digno que ele!
E segundo porque ele não é artista. Ele é uma pessoa comum que pensa que é artista.
É isso.

Fonte da imagem: http://magnaleon.deviantart.com/art/RO-female-High-Wizard-100372189

Quem quiser ler a 4ª temporada pode ir aqui:
http://lendasdemidgard.forumais.com/t82-a-jornada-do-lupe-4-temporada

Ou aqui:
http://www.necropolecomercial.com/site/index.php?option=com_simpleboard&Itemid=43&func=view&id=1996&catid=18

Crítica - A Jornada do Lupe - 3ª Temporada!


O que eu poderia dizer da terceira temporada...?
Sinceramente, ela foi menos ruim que as duas primeiras. Mas ainda acontecem absurdos, má construção de personagens, e algumas máximas dessa temporada que fazem eu ter certeza que Lucas não tem as manhas, MESMO!
Vamos a algumas!
--------------------
–A febre dele está aumentando, temos que levá-lo pra um hospital.
–Mas agora temos problemas piores, os seguranças estão vindo nos matar– disse Luclock.
–A...culpa... é... toda... minha... me... desculpe– arfou Lupe.
–Não é hora pra se desculpar, amor, você está doente– disse Carol.
–CHUVA DE FLECHAS– gritou Luclock atirando uma flecha pra cima que depois um monte de flechas caíram encima dos seguranças que restaram.
====

Nada como um bando de seguranças ARMADOS, TREINADOS, PROFISSIONAIS, que NÃO ACERTAM uma bala nos fugitivos que ESTÃO LEVANDO UM FERIDO.
Seguranças bons esses, Rocksteady e Bebop, do desenho animado das Tartarugas Ninjas da década de 80 teriam muito ORGULHO se tivessem seguranças assim!
Muito orgulho! >_>
==================
O sol começava se por, os três estavam andando exaustos, quando eles avistaram uma placa que dizia:
Rachel - 2 km

–Nós vamos para Rachel, tomara que lá tenha um hospital– arfou Luclock que segurava Lupe do lado esquerdo.
–Lógico que tem que ter um hospital, toda cidade de Rune-Midgard tem um hospital– arfou Carol que segurava Lupe do lado direito
=================
Epa, epa, epa, como assim TODA CIDADE TEM UM HOSPITAL?
Mas ok, isso pode ser entendido como licença literária, mas fica estranho!
Povo de Rachel tem a Papisa, eles não precisam de hospital não!

=============
–Ah como é bom sentir isso, tou ganhando mais poder– disse o Senhor das Trevas que riu sarcasticamente.
=============

"Tou".
Pombas, o Senhor das Trevas falando "tou".
E já comentei que todos os bandidos dessa fic sempre riem sarcasticamente?
Que podre!
x)
=============
–Sim Senhor das Trevas– disseram o Barão Coruja e Jirtas que ela trouxe o grupo que estava amarrado a uma só corda.
O grupo era o rival de Lupe e dos outros lá da Ilha dos aprendizes, Richard que se tornou um cavaleiro; Lisa a namorada de Richard que se tornou uma odalisca; Max que se tornou um monge; Anita que se tornou uma sacerdotisa; Aurion o namorado de Anita que se tornou um sábio; Monique que se tonou uma caçadora e Tarsila que se tornou uma mercenária.
=============
Quer dizer, mata os dois lá, que eram 3 e tavam desfalcados, pega o outro bando.
Mas vamos notar uma coisa:
Richard - Kina
Lisa - Puta, digo, odaslica
Max - Monge
Anita - Vampira sacer, ops, Sacerdotisa! Mas ela era chamada de vampira por algum motivo random, não?
Aurion - Sábio
Monique - Caçadora
Tarsila - Assassina.
Contaram?  7 fulanos!
Agora, vamos correr a fic um cadinho! >:D
=====================

( Richard e Lisa vs. Dudu, Pricea, Lily e Tom em Prontera )
–Ora, ora se não é aquela menina amiga do menino de rua.
–Nunca chame o meu amigo por esse nome, e como é que você já virou odalisca tão rápido?– perguntou Pricea.
–Porque eu quis sua Nuba, fiz pra ficar fazendo dança pro meu marido– disse Lisa que se esfrega em Richard.
================
Ah, nada como uma pu...digo, odalisca que xinga as outras de nuba!  -_-;
================

(  Max vs. Tmolo no monte Mjolnir. )
–Então venha pra cima de mim seu Noob– disse Max
–Você vai ver quem é Noob– disse Tmolo que foi pra cima dele.
==============
Ah, nada como um monge que chama o outro de noob! -_-;
==============

( Tarsila e Monique vs. Lila e Fábio  )
Depois a ventania de areia  sumia lentamente e aparecia dois vultos na frente deles, e quando a ventania parou eles reconheceram, era a caçadora Monique e a mercenária Tarsila.
–Olá Noobs, lembram da gente?– perguntou Monique.
==============
Ah, nada como...Ah, cansei! Todos os bandidos falam as mesmas coisas!  Huahuahuahuahuaha! *ri sarcasticamente*
Bom, podemos comentar a parte lá?
Notaram que apareceu todo mundo, menos...
Aurion e a Anita? xD
Sumiram, lol! Ficaram em Glast Heim tomando chazinho com o Barão Coruja e o Senhor das Trevas! xDDDDD
Manos, a regra é clara, se tu tem personagens demais na história TEM QUE SABER USAR!
Bom...
Como eu disse, achei a terceira temporada menos ruim talvez porque as lutas deram um tempo, ainda teve muita coisa forçada, como na parte do Julgamento, onde por incrível que possa parecer, Lupe e companhia são condenados a apenas UM ANO de prisão.
Ah, e eu comentei da prisão onde eles ficam?  Não, né?  Pois é. A prisão é melhor que hotel 5 estrelas!
Brincadeira isso? Não. É sério, tá na fic.
Prisão 5 estrelas em Rachel. Acho que todo mundo gostaria de ser preso nisso!
A bagunça é tal que tem piano dentro da cela!
É, piano, o Ewertton, um dos personagens tem um piano dentro da cela! xD
Manos, eu rimuitodisso.
Querem ver essa tragédia em forma de fic?
Então, cliquem aqui: http://www.necropolecomercial.com/site/index.php?option=com_simpleboard&Itemid=43&func=view&id=1378&catid=18
E boas risadas!


segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Crítica - A Jornada do Lupe - 2ª Temporada!



Eu confesso que tava pensando como fazer a crítica da segunda "temporada" da "primorosa" aventura de Lupe e seus amigos.
Resolvi tentar algo diferente.
Vou pegar alguns trechos da mesma e comentar aqui.
Claro, no fim coloco link pra quem quiser ler essa pérola dos fanfiques de Raguinaroguis onlines!
--------------------
"O grupo chega a Geffen depois de uma longa caminhada derrotando Zangões, Rockers, Esporos, entre outros monstros, mas quando entram na cidade de Geffen eles viram um monte de pessoas feridas sentadas e deitadas no chão."

Comentários: Preparem-se para encrenca heróis! 8)

"–Eu sinto muito, é que por causa dessas vozes que a gente escuta na torre de Geffen, um monte grupos foram lá tentar acabar com esse barulho– disse a estalajadeira.
–Vozes?– perguntaram todos.
–Sim, os grupos que foram me disseram que são fantasmas– respondeu a estalajadeira.
–FANTASMAS– disseram todos em coro.
–Isso mesmo, os magos que queriam se tornar bruxos estão com medo, porque os monstros invadiram até o topo da torre.
–Nossa, quer dizer que a guilda dos bruxos está sendo invadida?– perguntou Kain.
–Creio que sim, vários grupos foram pra lá e acabaram saindo de lá feridos, por isso que aqui é sempre cheio– disse a estalajadeira. "

Comentários: Oh, vários heróis tentaram peitar a terrível torre e foram ownados, coitados deles!  E agora, quem poderá nos defender????

Chapolin colorado diz:
EUUUU! 8)

"–O que? Você quer ir pra torre? Mas você pode morrer lá sabia disso?– disse Carol preocupada que parou de fazer carinho nele.
–Eu sei, mas é a minha missão, quero acabar com os males deste mundo, assim eu descubro a verdade da vida e do que eu quero ser daqui pra frente– disse Lupe. "

Comentários: Aikimacho!!! *0*

Bem, daí corta a sequência pras meninas fofocando...quero dizer, falando umas com as outras das coisas que andam fazendo e com quem andam namorando, essas porcarias.

Podemos ir pra parte onde eles vão pra torre tentar deter o mal, né?
Então vamonus, porém vestidos!

"Na entrada da torre, muita gente estava lá curiosa vendo os paramédicos levarem um cavaleiro, um ferreiro e uma sacerdotisa feridos numa maca. "

Atenção nessa parte...notem bem, sacer, cavaleiro e ferreiro não são classes iniciantes. São classes evoluídas.
Eles entraram na torre do terror e se lascaram...


"–O que foi que aconteceu aqui, Maria?– perguntou Lupe.
–Uma tragédia, Lupe– respondeu Maria que depois continuou– os MVPS Doppelganger e Drácula conseguiram sair dos calabouços de Geffen e estão tomando conta da torre inteira.
–Meu Deus do céu– disse Pricea.
–O Drácula pegou a Catarina e a transformou numa vampira e agora fala que quer ser a esposa dele– disse Maria.
–Que horror, nós temos que salva-la– disse Lupe.
–Tenham muito cuidado para eles não te transformarem em vampiros, e com os Pesadelos também– disse Maria.
–Pode deixar Maria, à gente dá um jeito nisso pelo bem dessa cidade– disse Lupe. "

Bom, acho que agora posso explicar né?
Uma torre tomada por bichos. Não, por bichos FORTES.
No jogo, MVPs são as criaturas mais poderosas do jogo. Não são bichinhos que tu acha pela estrada e que são fracos.
Eles são os Chefes! Boss monsters, essas coisas que num jogo de aventura tu só mata um por fim de fase!
Sabendo disso, vamos prosseguir...

"–O Drácula está lá encima e o Doppelganger está lá embaixo.
O rubi parou de brilhar.
–Eu tenho uma idéia– disse Kain.
–Qual?– perguntaram todos.
–Nós vamos nos dividir 4 de nós matam o Doppelganger e 3 matam o Drácula o que acham? Eu escolho em ir matar o Doppelganger– disse Kain.
–Hum, eu tenho flechas de prata aqui que causam dano sagrado, então eu escolho matar o Drácula– disse Lila.
–Amor, nós vamos ajudar a Lila a matar o Drácula, eu sei que com a minha Luz Divina eu ajudo a matar os morcegos– disse Pricea.
–Bem, já que a minha noiva quer que eu vá com ela, então já está formado o grupo que vai matar o Drácula, que é eu, minha noiva Pricea e Lila– disse Dudu.
–Então está decidido, vocês três matarão o Drácula, enquanto eu, Carol, Fábio e Lupe mataremos o Doppelganger, ok?– disse Kain.
–Ok– responderam todos.
–Então boa sorte pra vocês– disse Pricea.
–A gente diz o mesmo pra vocês– disse Carol. "

Vcs estão vendo, né? Separou os grupos!
4 pra baixo, 3 pra cima.
Sabendo que tinha entrado gente antes, me pergunto o que evitaria a carnificina desse grupo, dividido, numa torre cheia de bichos perigosos!

"Quando chegaram ao último andar onde fica a Guilda dos Bruxos, era um lugar enorme, com mesas, salas pra onde faz os testes pra ser bruxo, mas estava quase muito escuro com pouca claridade e não tinha ninguém.
–Onde eles estão?– perguntou Lila.
–Eu não sei tudo está quieto e escuro demais– disse Dudu.
–CUIDADO–gritou Pricea.
3 Duques Corujas apareceram pra atacar Dudu, Lila e Pricea, num vôo rasante atingindo a barriga de cada um que depois eles desmaiaram, quando acordaram os Duques estavam segurando os três. O Drácula apareceu junto com a Catarina, uma mulher de cabelos brancos que estava vestida de roupa chique de vampira.
–Ora, ora, ora temos mais gente pra nossa refeição– disse o Drácula.
–Eu já estou com fome– disse Catarina.
–Muito obrigado, Barão Coruja por invocar os seus Duques pra me ajudar– disse Drácula.
O Barão Coruja apareceu diferente dos Duques Coruja que usam terno e cartola de cor azul, o Barão usa terno e cartola de cor vermelha.
–De nada Drácula, é bom ajudar você a derrotar esses humanos totalmente patéticos.
–Você vai ver quem é patético aqui– disse Dudu.
–Está me desafiando para uma luta?– perguntou o Barão Coruja.
–Sim, quero calar esse seu bico sujo– respondeu Dudu.
–Isso é um insulto, Duque solte esse espadachim, ele vai lutar comigo– disse Barão Coruja que o Duque que estava segurando Dudu soltou."

Vilões burros, um grupo obtido(s).
Soltar o cara porque ele falou merda? Duelo? Ah, faz favor!
Burrice tem limite!

"Dudu usou a espada e o Barão rapidamente usou o cajado pra bloquear o golpe, Dudu fez de novo, mas o Barão bloqueou, e ficou repetindo até Dudu se cansar, e o Barão disse:
–É só isso que você sabe fazer?
–CALE A BOCA– gritou Dudu.
Dudu quando foi dar a espadada, o Barão bloqueou  e deu um murro na cara de Dudu e caiu no chão.
–NÃO, DUDU– gritou Pricea que estava se debatendo e o Duque estava segurando ela.
–Agüente firme– disse Lila.
Dudu estava deitado no chão, o Barão se aproximou e disse:
–Você acha que tem esse poder todo pra me derrotar, mas está enganado, você não tem esse poder.
O Barão pegou Dudu pelo pescoço e levantou e disse:
–Para adquirir esse poder, você TEM QUE ENTRAR EM DESESPERO.
Dizendo isso ele apertou o pescoço de Dudu, ele gritou e minutos depois o Barão soltou Dudu e ele caiu no chão.
–Humano patético.
–Muito bem, Barão, meus parabéns– disse o Drácula.
Ele se virou, Dudu estava no chão e viu que o Barão não estava mais olhando pra ele, Dudu se levantou e correu, Catarina gritou:
–CUIDADO ATRÁS DE VOCÊ.
–GOLPE FULMINANTE– gritou Dudu.
A espada brilhou, o Barão se virou rápido e bloqueou o golpe, a onda de energia que estava na espada fez com que cortasse um pouco da roupa do Barão Coruja, ele viu o corte e gritou:
–SEU MALDITO.
Ele mirou o cajado em Dudu, fazendo com que uma bola de energia aparecesse na ponta do cajado e atingiu Dudu levando ele a bater contra a parede.
–DUDU– gritaram Pricea e Lila.
–Por ter estragado a minha roupa, você vai morrer– disse o Barão que ia em direção a Dudu.
–Acaba logo com ele, pra depois nós jantarmos aquelas duas ali– disse Catarina.
–Calma meu amor, ele vai liquidar aquele espadachim patético– disse Drácula.
Dudu mal conseguia se mexer por tanta dor que sente, ele só viu o Barão que chegou perto dele e disse:
–Morra– ele levantou o cajado do cavaleiro e gritou– GOLPE FULMINATE. "

Vejamos...Um monstro forte encarando um...espadachim? É isso mesmo? Nem é cavaleiro, nem templário, nem nada. Só espadachim. E dos cabeçudos ainda por cima! Encarar briga com bicho mais forte que ele? Quem ele pensa que é?  Super-homem??
Euri.
Mas ri mais ainda do que aconteceu a seguir...

"Dudu fechou os olhos, mas de repente...
–REDENÇÃO!
Um raio amarelo andou rastejando até Dudu, que o envolveu e apareceu um círculo de magia e subiu um escudo meio transparente, quando o Barão golpeou o escudo, ele foi arremessado pra bater contra a parede. O golpe que ele deu se transformou em raio amarelo que voltou até um templário que sentiu a dor, mas ele se recuperou rapidamente ficando normal.
Dudu, Pricea, Lila, Drácula e Catarina olharam pra o templário que veio acompanhado de uma sacerdotisa.
–Lily, há quanto tempo– disse Lila que reconheceu a sacerdotisa.
–Lily, vá curar aquele espadachim– disse o Templário.
–É pra já, Tom– disse Lily.
Ela foi pra perto de Dudu, colocou as mãos abertas pra frente mirando em Dudu e disse:
–CURAR!
A luz verde-brilhante envolveu Dudu, que fechou os olhos e sentiu que estava sendo curado e disse:
–Muito obrigado.
–De nada– disse Lily."

Salvo na hora H, 1 obtido(s).
MAS HEY, HEY, PERE AÍ!
Só eu notei que a dupla templário / sacerdotisa deixaram o grupinho ir pra frente limpando caminho e mesmo quando eles foram pegos eles só interviram porque o Dudu ia morrer?
Que honradez! Riar riar riar, são as DORGAS MANOLO! 8)
Agora, o que me fez pensar que essa história NÃO VALE  A PENA foi o seguinte:

"O Barão se levantou e viu o templário e disse:
–Seu desgraçado, Duques acabem com ele.
 Os duques que estavam segurando Lila e Pricea as soltaram e foi atacar Tom, o templário que rapidamente usou uma técnica:
–ESCUDO– ele pega o escudo põe em pé, na ponta do escudo embaixo aparece três espadinhas, uma na frente e dois nos lados que servem pra deixar o escudo ficar fixo em pé– REFLETOR!
O círculo de magia apareceu sob os pés de Tom e uma poeira amarela subiu e quando os Duques golpearam o templário, eles foram arremessados pra baterem contra a parede. Os Duques se levantaram e correram pra cima dele de novo, mas um deles foi pro lado esquerdo e Tom usou outra técnica:
–CRUX– ele fez a ponta da espada ser cravada no chão e quando eles chegaram perto dele pra golpear ele gritou– MAGNUM.
Apareceu uma cruz branca e grande no chão, mais ou menos uns dois metros, os Duques que estavam dentro da cruz e perto de Tom que estava no meio gritaram de dor e depois desapareceram. O Barão gritou:
–NÃO, OS MEUS DUQUES FORAM DERROTADOS POR UM HUMANO PATÉTICO.
O Barão desapareceu.

Sim, eles tinham duas reféns. Vantagem total na coisa. Era só ameaçar as duas moças presas. Só.
Qualquer bandido INTELIGENTE faria isso.
Ops, essa fic não tem bandidos inteligentes, perdão! 8)
Mais legal de tudo é ver que meia dúzia de golpes matam os bichos e o Barão some quando isso acontece.
Lindo né?  Do que será que todas as pessoas que tentaram entrar na torre se feriram?
Vai ver, tropeçaram uns nos pés dos outros e quebraram as colunas, lol! xD
Parei de ler isso, sério.
Chega, muito, muito, mas MUITO RUIM!
Quem quiser ler a segunda temporada dessa tranqueira vai aqui:
http://www.necropolecomercial.com/site/index.php?option=com_simpleboard&Itemid=43&func=view&id=1086&catid=18
Bom sofrimento!
E o mais legal disso é ver no Twitter do autor ele anunciando pra quem quiser ler que escreveu isso.
Como se ele tivesse escrito grandes coisas!
Falta de noção meu Deus do Céu!
Como pode??
Esse mundo tá perdido mesmo.
Fui!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

ClockCast: RPG!


Pessoas, olha só! Um podcast com a presença de minha humilde pessoa e minha sonora e bela voz! ;D
Quem quiser ouvir o papo vai aqui:
http://clockcast.blogspot.com/2011/08/clockcast-08-rpg-parte-01-os-primordios.html
Créditos ao senhor Kamen Rider que fez a edição do Podcast, colocou efeitos sonoros e tudo o mais!
E vocês podem visitar o Sr. Black clicando aqui: http://orider.blogspot.com/
É isso, até mais!
Muitíssimo obrigado pela sua atenção!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Quadrinhos para as massas (4)



(4) e obviamente se preparar com consultorias de advogados para tornar o produto o menos ofensivo possível, sem contar os processos de gente que se sentiu retratada e ofendida pelos episódios.... passaporte para fugir do país é uma alternativa!

Na verdade, nem precisa isso.
Como eu disse, tu pode, se auto-censurar se for o caso, mas se lembre que tem muitas coisas pela net que poderia despertar a fúria de certos setores da sociedade, mas passam despercebidos, quase anônimos.
Cansei de ver foto-montagem, charges, piadas infames envolvendo figuras bíblicas, por exemplo. E olha o site lá, de pé, normalzinho.
As pessoas não sabem navegar pela net direito, Fernando. Isso dá alguma segurança quando você publica alguma coisa que pode ser entendida como controversa.
Mas sabe, eu publicaria mesmo assim.
O Bk comentou, a gente não pode ficar com receio das coisas.
Senão a gente caí no que são as novelas, os animes de mainstream, livros best-sellers que não acrescentam nada a ninguém, filmes pipoca de Hollywood, etc, etc, etc.
Tente provocar o leitor. Não precisa fazer nada muito complicado, olha por exemplo, o Bk colocou que o Mil Nomes tem duas esposas. Isso é uma provocação maravilhosa ao fato de que a maioria das pessoas é monogâmica e vê como impossível amar duas pessoas.
Outra coisa que seria legal: faz o vilão vencer.
Sim, faça-o vencer. Não importa, mata o herói. Joga a história com o vilão como personagem principal. Coloca o vilão um pouco pra baixo, não deixa ele lá no topo tanto. Faz o leitor pegar intimidade com o vilão. Brasileiros em geral gostam de bandidos, seja em anime, mangá, comics, novela ( olha o bafafá que sempre rola nas novelas globais com respeito aos vilões e vilãs ).
E não fuja Fernando! A gente precisa de gente como ti fazendo coisas aqui, pro povo daqui!
Até porque o pessoal que foi pra fora e voltou não resolveram nada aqui.
Quando muito resolveram só pra eles.
E exemplo assim a gente não precisa de mais!