terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

China passa a faca nos desenhos animados!


Notícia tirada da BBC Brasil:


China restringe desenhos estrangeiros na TV

Marina Wentzel De Hong Kong para a BBC Brasil


O desenho japonês Doreamon, que foi proibido no horário nobre da TV chinesa
O governo da China restringiu a transmissão de desenhos animados na TV ao anunciar que vai estender em uma hora a faixa reservada às produções nacionais do gênero no horário considerado nobre para crianças na TV.
A partir de 1º de maio, os canais de televisão só poderão transmitir animações que sejam 100% chinesas entre as cinco da tarde e as nove da noite.
A medida é mais um passo para incentivar a indústria nacional de animação e reverter o "quase monopólio" dos desenhos animados estrangeiros registrado no começo dos anos 2000, informou o jornal estatal China Daily.
Cartoons japoneses, sul-coreanos e americanos serão os mais atingidos.Desenhos populares como Doraemon, que é sobre um gato-robô, e Slam Dunk, que é sobre um time de basquete, terão a audiência limitada.


Controle
A Administração Estatal de Rádio, Filme e TV (SARF, na sigla em inglês), departamento responsável pela proibição, anunciou que a censura irá "incrementar a supervisão sobre os desenhos animados e criará um ambiente favorável à indústria nacional de animação".
Desde agosto de 2006 o horário nobre já é reservado às produções nacionais, mas antes a "janela de exibição" ia das cinco da tarde às oito da noite.
A SARF controla todos os desenhos estrangeiros que vão ao ar e somente programas pré-aprovados podem ser exibidos.
A partir de maio as co-produções chinesas com estúdios internacionais também passarão a ter de pedir autorização para poderem ser transmitidas.
Além disso, desde 2004, o governo já exige que os canais de televisão respeitem uma proporção de sete itens nacionais para cada três internacionais no número de desenhos presentes na grade de programação.

Protecionismo
Autoridades chinesas argumentam que a mais nova medida protecionista é boa para a preservação da cultura local e que essa política já se provou positiva para a indústria chinesa.
Segundo números oficiais, o setor de animação na China produziu cerca de 1,7 mil horas de programação no ano passado, o que representa um aumento de 23% em relação a 2006, quando a primeira restrição ao horário nobre entrou em vigor.
Com o banimento das produções estrangeiras o governo espera ver um aumento na popularidade de animações nacionais que mostrem o folclore, valores e tradições chinesas, como nos desenhos Fu Wa, As Aventuras da Pequena Carpa, Gato Arco-Íris e O Coelho Azul.

=====================

Agora imaginem o seguinte: e se o governo brasileiro fizesse algo nesse sentido aqui no Brasil?
O que ia ter de otaku e fã do Chaves tendo um treco ia ser uma revolução! ;-)
Para ler a notícia no site da BBC Brasil, clique aqui.

3 comentários:

CereJa disse...

Com certeza... E eu ia ta no meio da revolução também \o/...
Rsrsrs

Ah.. valeu por ter me adicionado na sua lista...
=D

Quanto ao coment q vc deixou no meu blog... Eu não sabia que tinha dois Ovas, então provavelmente o que eu assisti deve ser o segundo, Pois ele tem 13 epis... e também eu consegui a série da TV, mas foi com um conhecido q me passou, o que me poupou um grande trabalho ..só q eu ainda naum assisti...

\o/

Hisk disse...

Doraemon censurado para mim é coisa de outro planeta... E eu não curto chavez mesmo.

HISK

The Fool disse...

Depende gente, por um lado parece censura mesmo, mas olha lá, os chineses estão defendendo o que é deles. Se eles forem nessas de esperar o mercado começar a consumir desenho deles, eles pegam uma cadeira e sentam, porque isso demora pra acontecer.
Na França, tava uma situação parecida, só passava anime e cartoon na TV, o governo francês teve que incrementar o fomento ( incentivo ) à produção local porque senão tava passando lá até hoje só isso: anime e cartoon.
Ademais, olhem só, desenhos animados geram muita coisa pra indústria, não podem ser desconsiderados.
Já aqui no Brasil um projeto de lei que previa fomento pra produção nacional foi pra gaveta...
É dose. =(