domingo, 1 de julho de 2007

Como se tornar uma idiota sendo mulher


Em primeiro lugar, ignore exemplos.
Sim, ignore exemplos dados por parentes, amigos, celebridades, cachorros, etc.
Quando eu falo " exemplos " eu digo coisas boas, positivas que as pessoas passam pra gente. Como solidariedade, compreensão, fraternidade, amor, sinceridade, essas coisas.
Então, tendo ignorado exemplos, vamos ao próximo passo que consiste em dar valor a quem não vale meia pataca.
O motivo é simples: quando a gente dá valor a quem não vale nada, a quem nos escarra no rosto e depois nos ofende, por alguma razão que me é obscura, é praticamente um gozar moral.
Sim, as pessoas gostam disso. É estranho, mas gostam. Começe a prestar atenção nisso que eu disse e tu vai ver que é verdade mesmo; quanto mais massacrada por outra pessoa mais a pessoa adquire admiração pelo canalha.
Pra terminar de vez e fechar com chave de ouro: arrume um filho. Se for do sujeito do exemplo aí em cima, melhor ainda! Senão, vá lá.
Você não tem valores, você admite ser pisoteada e não tem a mínima idéia de como criar um filho. O que vai acontecer? Em pouquissímo tempo ele se tornará, por imobilidade sua ou imposição dele mesmo, o que acontecer antes, o seu "reizinho". E você, como boa mulher idiota, moverá céus e terra por ele e claro, como ele é um "reizinho" ele sempre estará correto, mesmo que não esteja.
Parabéns, você agora é uma idiota plena.


Dedicado à minha irmã.

6 comentários:

Kajiya disse...

Ahn... Não vou reler pra tentar entender o que vc queria dizer.

o/

Fabiano Alves disse...

Foi um desabafo, só isso. ._.
Minha irmã é uma imbecil e o filho dela vai jogar a ultima pá de terra quando ela morrer.

Cauana, Cacá, Cacau, Cau, Cah disse...

Entendi seu post!
Minhas tias tbm são assim, tem mulher que não sabe viver, mais não vim falar mal das mulheres aki!


Tá bem legal teu Blog, passa no meu!
bjussss

Fabiano Alves disse...

As pessoas por algum motivo que desconheço tem o o costume de errar e persistir no erro, Cah.
Sei lá, talvez seja coisa de ser humano mesmo, teimar e não raciocinar...
Ou como eu li certa vez por aí: "Pensar dói."

Brenda disse...

Acabou de descrever em parte inha mãe e na outra minha irmã. É deprimente.

Fabiano Alves disse...

O que me mata Brenda é que se fosse só minha irmã, tudo bem.
Mas não é. É muita gente que como ela, cagam em cima e dá risadinha besta como se falasse "Ai, que bonitinho."
Esse mundo tá perdido se continuar assim... ._.